Departamento de Artes Cênicas: teoria e prática dentro do campus

Alunos na frente do Teatro Laboratório (Cecília Bastos/Jornal da USP)

Criado em 1970, o Departamento de Artes Cênicas (CAC) da ECA desenvolve atividades de ensino, pesquisa, cultura e extensão. É considerado um polo nacional e internacional de investigação das artes cênicas e performáticas, com integração entre teoria e prática, processos artísticos e pedagógicos, tradição e contemporaneidade, ações sociais e educativas, graduação e pós-graduação. Seu ideal formativo é o conceito de artista-pesquisador-pedagogo.

A graduação oferece as opções de bacharelado e licenciatura – em 2017 deixaram de existir as habilitações do bacharelado e passaram a ingressar anualmente 30 alunos com exame vestibular unificado. A atual proposta pedagógica baseia-se na articulação de quatro modos de formação: disciplinas, ateliês, laboratórios e estágios. Nos quatro primeiros semestres, há integração das disciplinas nas duas modalidades de curso. A partir do quinto semestre é preciso escolher entre bacharelado e licenciatura, sendo possível optar pela dupla titulação. O ingresso na graduação obedece aos procedimentos da Fuvest.

Pioneira e uma das mais conceituadas do país, a Pós-Graduação em Artes Cênicas surgiu em 1981 como parte do Programa de Artes da ECA, que reunia também Música e Artes Visuais – em 2006 os programas tornaram-se independentes. O Programa de Pós-Graduação em Artes Cênicas (PPGAC) está entre os mais bem avaliados do Brasil pela Capes. As áreas de concentração e linhas de pesquisa estão sendo reformuladas, e o novo programa deve entrar em vigor em 2023. A cada ano ingressam no programa cerca de 50 alunos, depois da realização de uma prova específica. O PPGAC publica as revistas aSPAs e Sala Preta.

Além dos espaços para aulas e pesquisa, o CAC possui o Teatro Laboratório, território didático e de experimentação, composto por duas salas de espetáculos e espaços de suporte, com apresentações gratuitas abertas à comunidade ao final de cada semestre. Conta também com núcleos dedicados à memória do teatro brasileiro e a laboratórios de pesquisa voltados para a dança, o teatro e a performance.

Laboratório de Informação e Memória: funcionária do CAC manipula fotos de peças teatrais antigas (Marcos Santos/USP Imagens)

Desde sua criação, o CAC tem formado gerações de atores, encenadores, dramaturgos, cenógrafos e professores de teatro que marcaram presença no cenário paulista e nacional, consolidando um padrão de excelência no ensino de teatro e das artes cênicas e na formação de professores.

História

O curso de arte dramática encontrava-se entre os oferecidos na criação da então Escola de Comunicações Culturais, em 1966, com o Departamento de Arte Dramática. Em 1970, houve um processo de reestruturação das áreas da escola, instituindo-se o Departamento de Teatro, Cinema, Rádio e Televisão (TCRT).

No TCTR, o setor de Teatro mantinha autonomia, com currículo específico e instalado em prédio independente e afastado dos demais. A partir de 1974, iniciou-se a luta pela autonomia do curso, obtida em 1986, ano em que se constituiu o Departamento de Artes Cênicas. A partir de então, foram várias transformações: de atualizações curriculares e de novas instalações arquitetônicas, como a construção do prédio das salas de aula (onde se encontra hoje) e do Teatro Laboratório, inaugurados em 1995.

Foto da home: Teatro Laboratório (Jennifer Monteiro); sequência final de fotos: atividades dos alunos do CAC (site ECA/USP)

Compartilhe
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

#main-content .dfd-content-wrap {margin: 0px;} #main-content .dfd-content-wrap > article {padding: 0px;}@media only screen and (min-width: 1101px) {#layout.dfd-portfolio-loop > .row.full-width > .blog-section.no-sidebars,#layout.dfd-gallery-loop > .row.full-width > .blog-section.no-sidebars {padding: 0 0px;}#layout.dfd-portfolio-loop > .row.full-width > .blog-section.no-sidebars > #main-content > .dfd-content-wrap:first-child,#layout.dfd-gallery-loop > .row.full-width > .blog-section.no-sidebars > #main-content > .dfd-content-wrap:first-child {border-top: 0px solid transparent; border-bottom: 0px solid transparent;}#layout.dfd-portfolio-loop > .row.full-width #right-sidebar,#layout.dfd-gallery-loop > .row.full-width #right-sidebar {padding-top: 0px;padding-bottom: 0px;}#layout.dfd-portfolio-loop > .row.full-width > .blog-section.no-sidebars .sort-panel,#layout.dfd-gallery-loop > .row.full-width > .blog-section.no-sidebars .sort-panel {margin-left: -0px;margin-right: -0px;}}#layout .dfd-content-wrap.layout-side-image,#layout > .row.full-width .dfd-content-wrap.layout-side-image {margin-left: 0;margin-right: 0;}